Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 
Medalhas de Honra L'Oréal Portugal para as Mulheres na Ciência
Quarta edição encerrou com cerimónia
de distinção das três jovens cientistas

Eliana Souto, Iola Duarte e Anabela Rolo foram as três jovens cientistas distinguidas a 5 de Dezembro de 2007, durante cerimónia que encerrou a quarta edição das Medalhas de Honra L’Oréal Portugal para as Mulheres
na Ciência.

 

Durante a cerimónia, realizada na Academia das Ciências de Lisboa, foram atribuídas as ‘Medalha de Honra’ e os 20 mil euros de financiamento a cada uma das três galardoadas, um valor que visa apoiá-las no seu trabalho de pesquisa, motivando-as a prosseguir investigações consideradas relevantes no âmbito das ciências da vida.

O evento reuniu cerca de uma centena de convidados, entre os quais várias dezenas de notáveis da comunidade científica portuguesa.

À frente, da esquerda para a direita: Professor Fernando Catarino, Engº Maia de Carvalho, Professora Cecília Arraiano, Iola Duarte, Anabela Rolo, Eliana Souto, Professora Maria Salomé Pais, Professor João Sentieiro e Professora Helena Freitas. Atrás: Professor Rui Pereira, Embaixador Fernando Andresen Guimarães e Professor Alexandre Quintanilha
 

O júri 2007

A selecção das três vencedoras foi efectuada por um júri presidido pelo Professor Alexandre Quintanilha e composto por várias outras figuras proeminentes da comunidade científica: Professor Fernando Lopes da Silva, Professora Cecília Arraiano, Professora Helena Freitas, Professora Helena Palha, Professor Fernando Catarino e Professor Rui Pereira.

 
 
Iola Duarte, Eliana Souto e Anabela Rolo foram as três jovens cientistas distinguidas na edição 2007

 

As cientistas premiadas em 2007
 

Eliana Souto, de 31 anos, é investigadora na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa e pretende desenvolver e avaliar novos sistemas terapêuticos para administração de fármacos por via tópica, dérmica e transdérmica.

Ao utilizarem partículas de natureza lipídica e de dimensões nanométricas, e stes sistemas transportarão com maior eficácia os medicamentos aplicados na superfície da pele, através da epiderme e derme.

Desta forma, conseguir-se-á um melhor efeito terapêutico e uma menor exposição do doente aos efeitos secundários decorrentes da utilização de maiores quantidades de medicamento.

Iola Duarte, de 32 anos, é Investigadora do Laboratório Associado CICECO, Universidade de Aveiro e o projecto que desenvolve consiste no estudo bioquímico de tecido normal e neoplásico de pulmão humano, fluidos biológicos e linhas celulares - através de métodos de análise baseados, essencialmente, na espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear (RMN).

Com este estudo visa contribuir para a compreensão do comportamento metabólico dos tumores e, a longo prazo, para o estabelecimento de novos meios de diagnóstico e tratamento do cancro de pulmão.

 


 

Anabela Rolo, de 30 anos, é Investigadora do Centro de Neurociências e Biologia Celular, Departamento de Zoologia, da Universidade de Coimbra e investiga uma doença que já se tornou num problema de saúde mundial - o síndrome metabólico, ou pré-diabetes.

Com a sua investigação, procura identificar as alterações metabólicas e moleculares associadas ao desenvolvimento deste síndrome e idealmente contribuir para a descoberta de novos alvos terapêuticos que permitam tratá-lo, prevenindo o desenvolvimento de doenças associadas, como a diabetes tipo 2.

 
 
  © L'ORÉAL PORTUGAL, 2007